Como calcular e negociar reajuste no valor do aluguel?

Você possui casas para alugar, mas não sabe ao certo como calcular e negociar o reajuste no valor do aluguel com o inquilino? Confira as nossas dicas para estabelecer um valor justo e de como abordar na hora da negociação!

O aumento do valor de um aluguel está previsto na lei do inquilinato e permite que os proprietários do imóvel utilizem vários índices para calcular o reajuste do aluguel. Mas, tudo isso deve estar previsto no contrato, contendo as cláusulas específicas sobre o aumento e de quais índices serão usados para o reajuste.

Na maioria das vezes, nos contratos constam o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) que é composto por mais três índices:

  • Índice de Preços por Atacado – Mercado (IPA-M)
  • Índice de Preços ao Consumidor – Mercado (IPC-M)
  • Índice Nacional do Custo da Construção – Mercado (INCC-M)

Mas, se você não quer ficar totalmente refém do mercado, deixe previsto no contrato que os reajustes do aluguel serão feitos anualmente e que a cada três anos de contrato, o reajuste pode ser acima do índice.

Outra dica é acompanhar se o IGP-M está negativo ou positivo e para realizar o cálculo é simples, basta entrar no site do Banco Central para fazer a simulação.

Além de entender o momento econômico nacional, você deve levar em consideração o mercado da cidade em que você está e qual o tipo de imóvel que você tem. Nesse sentido, fica mais fácil de estabelecer um preço justo, de acordo com as necessidades da oferta e procura da população local. Veja alguns exemplos de precificação em casas para alugar em Campo Grande MS.

Agora que você já sabe as diretrizes de como calcular os reajuste de aluguel, precisa saber como proceder ao negociar tal valor com o inquilino. Anote as nossas dicas!

Como negociar o novo valor com o locatário?

Assim como falamos no início, tudo deve estar prescrito no contrato. Então, leve tudo o que está acordado em consideração e saiba que nada impede que tais reajustes tenham negociação. Nesse sentido, você deve ter jogo de cintura e saber até que ponto pode ceder ou não para o inquilino.

Sendo este o principal ponto a ser observado com cautela, temos algumas dicas para que você consiga negociar da melhor forma o reajuste de aluguel do seu imóvel.

1.   Considere a etapa do contrato quando a negociação for feita

Isso porque, a negociação de reajustes de aluguel pode acontecer em três períodos:

Quando o contrato venceu e entrou em prazo indeterminado de duração

Se este for o seu caso, você pode apelar para a negociação de que, se o inquilino não concordar com o novo valor, você poderá pedir o imóvel de volta. Mas saiba que essa estratégia pode ser bem-sucedida ou não.

Ou seja, antes de adotar tal medida, avalie se é vantajoso para você aumentar um pouco para manter o locatário atual, cobrindo com todos os custos, ou se precisa de um valor maior e está disposto a colocar o imóvel novamente no mercado – o que pode levar um tempo para você ter o retorno.

Quando o contrato está perto de expirar – entre 60 e 30 dias de chegar ao fim

Esse é o melhor momento para tentar um reajuste no valor do aluguel, isso porque, pela lei, os reajustes são automáticos na renovação de contrato. Então aqui, a dica é ir de acordo com o índice e chegar em um valor justo, tanto para você, quanto para o inquilino.

Quando o contrato está em plena vigência

As chances de você obter sucesso aqui são baixas, porque no contrato estão estabelecidos todos os critérios que já citamos acima para que os reajustes aconteçam. Assim, é quase impossível que o locatário aceite um novo valor.

2.   Saiba negociar

Mesmo que você tenha todos os argumentos a seu favor, procure ser bem flexível e deixe claro que você está disposto a uma conversa e aberto a negociação. Isso porque, você deve levar em consideração a opinião do inquilino.

A dica aqui é escutar com atenção se ele concorda ou não com o aumento, e se quer algum tipo de compensação, como por exemplo ter algum desconto, por conta das modificações que ele tenha feito no imóvel.

Em uma conversa amigável, vocês podem entrar em um consenso, onde ambas as partes sejam beneficiadas.

3.   Mantenha o inquilino que vale a pena

Lembre-se que é melhor ter um bom inquilino, que pague tudo certinho e que conserve a sua casa, do que trocar por alguém que pode te causar problemas, inclusive com inadimplência.

Nesse sentido, pense bem antes de tomar decisões precipitadas.

Gostou das nossas dicas para você mandar muito bem na hora de negociar com o seu inquilino o reajuste de aluguel?